0

Como calcular o engajamento dos colaboradores?

Como calcular o engajamento dos colaboradores?

Ter colaboradores que “vistam a camisa da empresa” faz toda a diferença para resultados no dia a dia. E mesmo que esse pareça algo do passado ou já batido, quando falamos em vestir a camisa é sobre engajamento e esse sim é um dos grandes pilares do sucesso, afinal, as pessoas são a base dos negócios.

O engajamento do colaborador tem a ver com produtividade, entregas, resultados, clima organizacional e quão pertencente à cultura do negócio ele está. Ele vai muito além de salário e benefícios e está ligado também a satisfação do profissional e o quanto ele de fato está inserido no ambiente organizacional.

Como o engajamento está sendo calculado em seu negócio? Vamos falar mais sobre o tema, acompanhe!

O engajamento dos colaboradores

Muitas organizações pensam que é impossível medir engajamento pois muitas delas não sabem do que ele se trata e é isso é um pensamento que precisa ser mudado desde o início.

A definição de engajamento não é algo simples, ela engloba elementos como envolvimento, comprometimento, empenho e participação ativa na empresa. O engajamento é muito mais de cumprir metas, mas também caminhar com os valores e com objetivos da empresa e é preciso que as empresas definam o que é engajamento para elas.

O engajamento tem a ver também com a ligação afetiva dos colaboradores dentro da empresa e isso tem a ver com todas as experiências que já foram vividas no ambiente.

Independente do que de fato seja o engajamento para o negócio, colaboradores engajados têm maior produtividade, entregam melhores resultados, indicam a empresa e tornam-se embaixadores da marca de forma espontânea e sincera no mercado.

Mais do que isso, o engajamento faz com que o trabalhador atue com maior saúde e bem-estar no ambiente, influencia positivamente no clima organizacional e mantém a retenção de profissionais na organização.

Como calcular o engajamento dos colaboradores?

Já deu para entender um pouco sobre o quanto os colaboradores engajados são importantes para o ambiente, não é mesmo? Mas a grande dúvida é: como fazer esse cálculo?

Esse não é um desafio fácil e apenas quantitativo, mas é importante que essa estratégia faça parte da cultura de resultados de um negócio, afinal, entender suas pessoas é entender como traçar os melhores passos para o futuro.

Defina o que é engajamento

Como já citamos, muitas empresas têm dificuldade em medir engajamento pois não sabem do que ele se trata dentro do negócio e esse é o primeiro passo para inserir essa métrica no ambiente.

É preciso entender e definir o que é engajamento para seu negócio. Das definições, o que faz sentido e o que tem a ver com seus valores e objetivos, por exemplo? Somente ao entender o que é importante para a organização é que é possível medir e ter dados reais.

Realize pesquisas de clima

As pesquisas são essenciais para entender a visão do colaborador sobre a empresa e é preciso que elas sejam realizadas com frequência no ambiente para coletar dados e insights vindos de todos os times.

Esse tipo de estratégia dá visão sobre o que é visto como positivo na empresa, como os colaboradores estão alinhados com cultura e valores, o que poderia ser mudado e dá espaço para que cada indivíduo expresse sua opinião de forma realista sobre o ambiente (para isso, é importante que as pesquisas possam ser anônimas, assim elas não vão coibir as pessoas em sua sinceridade sobre o ambiente).

Dê feedbacks e tenha conversas constantes

Além das pesquisas de clima que são realizadas em toda a empresa, é importante que cada time tenha suas rotinas de feedbacks e reuniões 1:1, por exemplo. Faz toda diferença acompanhar as tarefas, resultados e entregas constantemente e isso abre espaço para inovação, trocas e conversas francas.

Os líderes são pilares importantes para entender e desenvolver o engajamento dos colaboradores e é preciso investir em cultura de feedback e trocas.

Tenha canais de comunicação aberta

Além de pesquisas de clima, é preciso que o colaborador tenha possibilidades de se comunicar sempre que se sentir à vontade – sobre qualquer tema e, por isso, é essencial ter canais de comunicação direta e aberta.

Não espere que as sugestões e opiniões aconteçam apenas nas pesquisas de clima, mas tenha trocas, ouça o que os colaboradores têm a dizer sobre a empresa e analise diariamente sua interação e engajamento em seu ambiente.

Utilize indicadores de produtividade

O engajamento está diretamente ligado à produtividade e mesmo que a cultura e alinhamento seja muito necessário, é preciso ter métricas de resultados e entrega. Defina para cada time ou setor o que é ser produtivo, quais são as entregas necessárias e resultados esperados.

Somente com esse acompanhamento é que é possível olhar de perto cada profissional, entender suas dificuldades e onde ele é mais ou menos engajado no processo.

Faça a pesquisa eNPS

Você já conhece ou aplica o NPS (Net Promoter Score), certo? Essa pesquisa que mede a satisfação do cliente também pode ser feita de forma interna e se torna o Employee Net Promoter Score, ou seja, mede a satisfação do cliente interno.

Para isso, basta perguntar aos colaboradores, em uma escala de 0 a 10, qual a chance de que eles recomendem a organização como um local para se trabalhar. Assim como os clientes, as pessoas só vão recomendar o que gostam, confiam e se sentem pertencentes ao ambiente e esse é um bom termômetro de engajamento.

Com base nas respostas, é possível encontrar três grupos:

  • Promotores: pessoas que escolhem 9 ou 10 na escala são as mais leais e engajadas no ambiente.
  • Passivos: pessoas que escolhem entre 7 a 8 na escala. Eles não estão ativamente desengajados, mas tampouco estão engajados.
  • Detratores: colaboradores que estão entre 0 a 6 na escala são as menos propensas a recomendar a empresa como um local para trabalhar e podem se sentir ativamente negativas em relação à organização.

Calcular o engajamento não é uma tarefa fácil, mas é preciso ter estratégias para acompanhar os mais diversos pontos dos colaboradores, desde pertencimento, alinhamento à cultura e produtividade, por exemplo. 

E claro, mais do que acompanhar e ter métricas, é preciso entender o que não vai bem e atuar para trazer de volta o colaborador para não perder profissionais e ter sempre o maior número possível de pessoas performando e engajadas com o negócio.

Nessas análises, faz toda a diferença investir em treinamentos e forma de desenvolvimento para que tudo que foi coletado não fique apenas em pesquisas ou conversas informais.

Como o seu negócio tem olhado e calculado engajamento? Aproveite que agora sabe mais sobre o tema, reveja suas estratégias e entenda como os treinamentos podem ajudar a aumentar o engajamento no dia a dia do seu negócio!


    Warning: foreach() argument must be of type array|object, bool given in /home/engage/public_html/wp-content/themes/cms/single.php on line 73