0

Ferramentas de feedback que todo gestor precisa conhecer

Ferramentas de feedback que todo gestor precisa conhecer
2022/07/19

O feedback é crucial dentro dos ambientes organizacionais, afinal, é a partir deles que os colaboradores entendem como estão performando, enxergam seus pontos positivos e negativos e caminham para o desenvolvimento e, para isso, as ferramentas de feedback são essenciais para os times.

Dar feedback deve ser uma cultura dentro dos ambientes e, ter formas de facilitar essa troca faz toda a diferença. Como essa troca tem sido realizada em seu ambiente? Vamos falar mais sobre ela, tipos e ferramentas de feedback para seus times. Acompanhe!

O que é o feedback?

Antes de falarmos de fato sobre as ferramentas de feedback, é importante falar sobre essa tão crucial prática do mercado. O feedback significa retorno, avaliação ou comentário e ele tem a ver com o desempenho dos colaboradores e da empresa em sua jornada.

Sendo assim, o feedback é a comunicação entre pessoas e times que inclui avaliação de suas ações, atividades, comportamentos, entregas, entre outros. Diferente do que muitas pessoas ainda pensam, o feedback não é apenas sobre momentos negativos e diversos são seus tipos e possibilidades para ajudar o profissional dentro de sua jornada.

O feedback funciona como um guia para profissionais e empresas e é a forma de manter a melhoria contínua dentro do ambiente. Essa prática dá diversos benefícios para o ambiente, como:

  • Reconhecimento de pontos fortes e fracos dos profissionais;
  • Melhoria da comunicação interna;
  • Desenvolvimento de novas habilidades;
  • Aumento de motivação e engajamento dos times;
  • Redução do índice de turnover;
  • Aumento da produtividade;
  • Melhoria no clima organizacional;
  • Criação de uma cultura organizacional forte e focada em aprendizado;
  • Melhoria na qualidade de produtos e serviços;

Como dar feedback? 5 ferramentas que vão te ajudar nessa prática!

Dar feedback é muito mais do que chamar o seu colaborador para uma reunião e destacar alguns de seus pontos fortes ou fracos e é importante ter metodologias e formas para que a comunicação seja assertiva e para que sejam traçados propósitos de melhoria e continuidade dentro das tarefas e perfis dos profissionais.

Para ajudar nesse importante momento, contar com ferramentas de feedback faz com que ele fique ainda mais estruturado e direcionado para as pessoas e, para isso, trouxemos algumas ferramentas para entrar no seu radar.

1. Feedback 360º

Essa é uma das ferramentas de feedback mais utilizadas no mercado e é uma forma dos profissionais – independente do seu nível hierárquico – avaliarem seus pontos fortes, fracos, atitudes e comportamentos.

Também conhecida como avaliação 360º, para que ele funcione, é preciso definir competências que serão avaliadas e, a partir disso, o processo passa por algumas etapas:

  • Autoavaliação: o colaborador avalia a si mesmo, destacando seus pontos fortes e fracos sobre técnicas e comportamentos;
  • Avaliação do gestor: existe a avaliação do desempenho pelo seu gestor imediato;
  • Avaliação dos pares: outros colaboradores escolhidos aliam as competências dos colegas. É importante que os avaliadores tenham algum tipo de ligação e contato com o trabalho de quem vai avaliar.

Dessa forma, além do gestor, colegas de trabalho e profissionais que trabalham próximos de alguma forma, avaliam sobre diversos aspectos de outras pessoas da organização.

Assim, torna-se possível ter uma visão ampla – por isso o nome 360º – de como cada perfil desempenha em diversos aspectos, nos mais diferentes times e sobre a visão de pessoas dos mais diversos níveis hierárquicos e setores.

2. Feedback Burguer

Essa é uma ferramenta de feedback que dá uma espécie de roteiro para que o retorno ao colaborador seja criado. Com ele, olha-se pontos positivos, negativos e planos de melhorias para o futuro. O feedback burguer consiste em:

  • Elogio sincero: antes de começar o feedback, o gestor ou RH, deve exaltar de forma verdadeira aspectos positivos do trabalho e do comportamento do colaborador. Esse é o momento em que a tensão é quebrada e o profissional se abra para ouvir com mais atenção.
  • Destaque dos pontos de melhoria: Fale dos pontos negativos, mas não foque apenas em erros em críticas, mas reforce o quanto esses pontos podem ser melhorados e destaque como eles são importantes para o crescimento e alcance dos resultados.
  • Estratégias e olhar para o futuro: Termine o feedback traçando formas de melhorias para que o colaborador saiba que será amparado e que poderá crescer com a ajuda de gestores e da empresa.

3. Feedback Canvas

O feedback canvas é um modelo de avaliação focada no coletivo, em que todos os membros da equipe avaliam e são avaliados. A sua grande finalidade é criar um ambiente colaborativo, de confiança e que dê espaço para que todos se expressem de forma livre e sincera.

Para realizar esse feedback, é proposto um quadro de avaliação composto por competências, atividades, pontos positivos, pontos negativos e ações de melhoria.

4. Kudos

Os Kudos Cards são ferramentas de feedback difundidas pelo Management 3.0, de Jurgen Appelo, e é um card visualmente bonito que serve para que as pessoas reconheçam e parabenizem umas às outras por ações que fazem a diferença.

Essa é uma técnica simples e fácil de ser implementada nos ambientes, seja de forma online ou física e faz com que se quebre o mito de que o feedback é sempre algo negativo e ruim para as pessoas.

5. One-on-one

Essa é uma das práticas mais importantes nos feedbacks entre gestores e colaboradores e eles consistem em conversas privadas, agendadas de forma recorrente entre gestão e seus funcionários para que sejam destacados os pontos positivos, negativos, de melhorias e seja traçado o plano de ação para os próximos períodos.

As conversas one-on-one são ótimas ferramentas para manter o alinhamento de expectativas, o estabelecimento de objetivos e a proximidade entre líder e liderado. Segundo Jurgen Apello, o propósito principal deste tipo de encontro é a discussão de quatro pontos principais, que são: status e progresso, obstáculos e problemas, desenvolvimento de carreira e coaching e feedback.

Como os feedbacks são estruturados em seu ambiente organizacional? Alguma ferramenta de feedback já é utilizada em sua estratégia? Dar feedback para os colaboradores é uma forma excelente de que o crescimento seja contínuo e de que os resultados sejam sempre visualizados e perseguidos.

Estruture suas ferramentas de feedback e aproveite para entender ainda mais sobre cultura de aprendizagem e como ela pode transformar os colaboradores em seu negócio!


    Warning: foreach() argument must be of type array|object, bool given in /home/engage/public_html/wp-content/themes/cms/single.php on line 73