0

Trabalho híbrido ou home office: Qual o modelo ideal?

Trabalho híbrido ou home office: Qual o modelo ideal?

Se antes trabalhar de casa – ou de qualquer lugar – era algo praticamente impossível para muitos profissionais e setores, hoje o trabalho híbrido vem se estabelecendo como grande tendência naqueles ambientes em que ele é possível e espera-se que ele tenha vindo para ficar.

Se no início da pandemia de Covid-19 as empresas foram obrigadas a se adaptar rapidamente e não tinham muita estrutura para manter seus profissionais longes do escritório, hoje as organizações estão cada vez mais preparadas, com ferramentas, tecnologias e formas para que possam ter profissionais em qualquer lugar do mundo.

Com a retomada dos trabalhos presenciais, uma grande questão que leva dúvidas aos gestores é sobre manter o home office de forma definitiva ou se a melhor opção é investir no trabalho híbrido, aquele que mescla dias presenciais e dias de home office. Como sua empresa tem olhado para os modelos de trabalho? Vamos falar mais sobre eles!

O trabalho híbrido

O trabalho híbrido é um modelo de trabalho que reúne atividades realizadas presencialmente, na empresa, em dias combinados para que a maior parte do time esteja presente e serviços realizados de casa – ou do lugar em que o colaborador esteja.

Esse é um modelo que vem agradando muitos profissionais e, segundo Pesquisa de Clima Organizacional, do Runrun.it, 75,2% das pessoas apontaram preferência pelo trabalho híbrido, com idas menos frequentes ao escritório (preferencialmente, de 1 a 3, segundo a mesma pesquisa).

Segundo outro estudo, divulgado pela Microsoft, 58% dos brasileiros disseram que pretendem mudar para o trabalho híbrido ou totalmente remoto neste ano.

É importante dizer que do ponto de vista formal, não há uma regra na lei trabalhista para a divisão dos períodos trabalhados presencialmente ou remotamente e cabe ao empregador e empregado negociar tais possibilidades.

A boa adesão desse modelo se dá a diversos fatores como:

  • Redução de custos;
  • Redução de tempo gasto entre casa e empresa;
  • Maior confiança entre gestores e equipe;
  • Aumento de bem-estar da equipe;
  • Incentiva a autonomia dos colaboradores;
  • Aumento de produtividade.

Por outro lado, o modelo de trabalho remoto pode oferecer também alguns desafios, como:

  • Falta de entrosamento entre os times;
  • Dificuldades de gestão;
  • Diminuição do engajamento e motivação;
  • Falta de trocas sociais proporcionadas pelo ambiente de trabalho;
  • Dificuldade em se desligar do trabalho.

Assim como qualquer outro modelo, o trabalho remoto conta com algumas dificuldades que precisam ser gerenciadas e contornadas pelas empresas para que os colaboradores se sintam parte do ambiente e motivados com suas tarefas, especialmente nos dias que não estão no escritório.

Ao darmos um panorama sobre o trabalho híbrido, vamos para a pergunta: o que é melhor, o home office ou o híbrido? A resposta é uma só: depende! Não há como dizer o que é melhor ou não, afinal, cada cenário é um cenário e o que pode fazer sentido para uma empresa, talvez não faça para a sua.

Se a sua empresa tem contratações de todo o Brasil, por exemplo, não faz sentido ter dias de escritório obrigatórios, não é mesmo? Já aquelas que contam com grande parte do time na mesma cidade, por que não ter dias para encontros presenciais para fomentar a comunicação e integração entre os times?

Cada setor e estrutura tem sua necessidade e mais do que olhar o que está sendo feito em seu concorrente, nesse caso, é preciso olhar para suas pessoas e particularidades para definir o que faz sentido para seus times.

Desafios do trabalho híbrido e do home office que sua empresa precisa ter atenção

Como já dissemos, não há resposta pronta para definir qual modelo de trabalho é o ideal para cada negócio, mas existem desafios e tópicos que precisam ser olhados nas organizações, sejam elas em home office ou trabalho híbrido e listamos alguns para que sua empresa tenha atenção e acerte na estratégia!

Comunicação

Não ter as pessoas perto umas das outras para tirar dúvidas, trocar ideias e gerar insights pode gerar perdas ao trabalho e a comunicação é um dos pontos cruciais para um bom funcionamento e rendimento do trabalho híbrido ou home office.

Quando falamos em comunicação é importante olhar para todos os pontos, seja de colaborador para colaborador, gestão e liderança, RH, equipes e todas as outras possibilidades.

É preciso ter regras, plataformas e possibilidades para que todos recebam as mesmas informações e para que os profissionais não se sintam perdidos ou distantes do negócio.

Acompanhamento dos trabalhos e liderança

Com os colaboradores trabalhando de outros locais, é preciso boas lideranças que saibam acompanhar as pessoas sem “vigiá-las” o tempo todo. No formato híbrido ou home office é preciso, mais do que nunca, estimular a autonomia e autogestão e, por isso, os objetivos, alinhamentos e direcionamentos devem ser claros para que o trabalho flua.

É interessante agendar reuniões periódicas com sua equipe, dessa forma, a gestão será capaz de verificar os projetos em andamento, garantindo que as tarefas estão ocorrendo de maneira correta e traçando os próximos passos a serem dados.

Feedback e reconhecimento

Mais do que nunca, é preciso que os colaboradores saibam como estão performando. Por não estarem próximos de seus líderes e times, torna-se mais difícil compreender sobre seu desempenho se a empresa não fala sobre isso.

Seja no home office ou trabalho híbrido, o feedback deve fazer parte da cultura e é preciso dar direcionamentos estruturados sobre erros e acertos para que o colaborador se mantenha engajado em sua função.

Para que esses feedbacks sejam passados, é preciso que os gestores acompanhem métricas individuais e em grupos para que possam ter dados sobre os trabalhos desempenhados.

Treinamento e desenvolvimento

Desenvolver pessoas é fundamental, ainda mais nos trabalhos híbridos ou home office, em que os funcionários precisam estar ainda mais preparados para tomarem decisões e, para isso, estar seguros e motivados em sua função é fundamental.

Fomente ações educacionais, promova treinamentos online e capacite o seu colaborador para o novo modelo adotado. Aqui, mais do que disponibilizar um material ou outro, é importante investir em trilhas de educação e ferramentas que façam com que a educação seja de fato parte da cultura.

Mais do que isso, olhe para metodologias e ofereça formas com que o colaborador esteja no centro do aprendizado, aumentando seu engajamento e resultado. Para isso, invista tempo e recursos na criação das jornadas e tenha plataformas como LMS, os sistemas de gestão de aprendizagem que são capazes de acompanhar de ponta a ponta o colaborador em seu desenvolvimento.

O trabalho híbrido ou o home office dá muitas oportunidades para empresas e colaboradores e é importante entender quais são os maiores pontos de dores das suas equipes e necessidades para definir o que mais faz sentido para seu dia a dia.

Lembre-se sempre que, com a distância física do local e das pessoas, a cultura precisa ser muito mais reforçada e valorizada, afinal, as pessoas precisam se sentir parte do ambiente de trabalho para que se mantenham motivadas e engajadas em suas atividades.

Seja estilo híbrido ou home office, as empresas e profissionais estão se adaptando e o futuro já é mais presente do que nunca. Como seu negócio está estruturado? Aproveite nossas reflexões e dicas, organize sua estrutura e saiba ainda mais sobre LMS e como escolher essa tão importante ferramenta para esses modelos de trabalho!


    Warning: foreach() argument must be of type array|object, bool given in /home/engage/public_html/wp-content/themes/cms/single.php on line 73